Quem sou eu

Minha foto
advogado, sindicalista, locutor...

domingo, 20 de outubro de 2013

Artigo Jornal Tribuna 20.10.13

À espera de um milagre?


Outubro é mês de muitas celebrações. Muita festa pelos lados de Palma
Travassos, nos 102 anos do Comercial Futebol Clube e uma série de
atividades em Santa Cruz, nos 95 anos do Botafogo Futebol Clube. No
passado o Leão do Norte e o Pantera da Mogiana arrebanharam milhares
de torcedores e suas equipes sempre aguerridas e competitivas
escreveram páginas gloriosas do esporte paulista, brasileiro e até internacional.
Celeiro de Campeões, o tricolor revelou grandes craques, dos quais
vários serviram à seleção brasileira, entre os quais, Paulo Egidio,
Baldochi, Zé Mário Sócrates, Geraldão, Boadeiro, Eurico, Raí, Doni,
Cicinho, Diego Alves, Bordon, Lucas e Tim. O alvi-negro contou com
nomes que ficarão para sempre na memória do torcedor: Alvino Grota,
Quinin, Dantas, Timóteo Grota e Hilson Souza, Jair Bala, Tadeu Ricci,
Pedro Omar, Paulo Bim, Emerson Leão, Alemão, Mauricinho, Alexandre
Villa, Éder Luis e recentemente Bombinha e Macena.
Em 2014 ambos estarão na primeira divisão do Campeonato Paulista e
suas diretorias já investem em treinadores e na montagem das equipes,
sem é claro, tirar os olhos dos boletos bancários e das visitas
constantes de oficiais de justiça trazendo infindas cobranças de
velhas dívidas.
Se no passado muitos equívocos foram cometidos, agora com a moderna
visão de gestão, a expectativa é que os novos dirigentes acertem e
consigam a estrutura necessária para disputar campeonatos com
dignidade, sem o constante fantasma do rebaixamento.
Neste momento de festa existe um espaço para a reflexão sobre o que
cada um de nós está fazendo em favor das nossas equipes. Além de
superar as dificuldades de calendário, baixa revelação de novos
talentos e distanciamento do público, a falta de incentivo local é um
dos grandes dificultadores.
Em outros municípios o poder público, a sociedade civil e o
empresariado conseguem implementar ações que auxiliam na manutenção
dos elevados custos, por aqui, sempre surgem os que apresentam uma
série de problemas e dificuldades. Lamentavelmente, a turma do contra,
ainda, possui muita força.
Por vezes fico a imaginar como a região administrativa que se tornou
alvo das empresas que buscam ampliar seus negócios, cujo
desenvolvimento atrai diariamente novos empreendedores e que no
período de 2012 a 2015 receberá mais de 556 milhões em investimentos,
não consegue patrocinar a camisa, o estádio e as marcas dos dois
grandes do interior.
Nossa economia diversificada com polo de indústrias, varejo, serviços
e agronegócio é referência nacional. Destacada na geração de
conhecimento com universidades de ponta, grande efervescência cultural
e muitos outros atrativos, Ribeirão Preto foi a primeira opção da
atenta Federação Francesa de Futebol que escolheu nossa cidade como
sede para sua seleção, na Copa do Mundo de 2014.
O gigante de Santa Cruz, palco de grandes clássicos e que por duas
vezes recebeu jogos da seleção brasileira, além de duas finais de
campeonatos paulistas irá receber pessoas do mundo inteiro. A
expectativa é que 15 mil turistas estrangeiros sejam atraídos para cá.
 Todos vão se deliciar com nossos atrativos tão bem demonstrados no
lançamento do Projeto Copa 2014 ocorrido recentemente no Theatro Pedro II. Cada um deve gastar em torno de R$ 11 mil, fora as despesas com
eventos e toda a região será beneficiada.
Mas antes da Copa tem o Paulistão e precisamos prestigiar nossas
equipes, comparecendo na “Joia” e no “Santão”. Que a energia antes
desprendida em estúpidas brigas seja canalizada para que cada torcida
grite em alta voz o nome de seu clube e atletas. Que a paz reine nos
estádios e nas ruas e que juntos possamos encontrar o caminho do
sucesso no esporte.
Aqui no país do futebol dizem que Deus é Brasileiro. Então, neste mês de outubro, vamos rogar à sua mãe, para que interceda por nós,
torcedores de Ribeirão Preto para que os corações de todos sejam
sensibilizados para a causa dos nossos clubes e não precisemos ficar à
espera de um milagre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário