Quem sou eu

Minha foto
advogado, sindicalista, locutor...

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

André Luiz representa a Região em Conferência da Igualdade Racial

O vereador André Luiz (PCdoB) foi um dos representantes da região administrativa de Ribeirão Preto e Franca na III Conferência Estadual da Igualdade Racial, realizada em São Paulo (23 a 25/08) com o tema “Democracia e Desenvolvimento: por um S. Paulo contra o racismo”. Entre os objetivos a análise de avanços, desafios e perspectivas de políticas da igualdade racial, e a discussão de formas para implementar políticas de enfrentamento ao racismo nos âmbitos regional, estadual e nacional. Segundo o vereador “ o preconceito, o racismo e a discriminação são realidades inegáveis e os governos, especialmente do interior, precisam avançar muito e tirar as políticas públicas dos discursos e dos papéis e efetivamente implementá-las”. Na foto André ao lado de lideranças negras estaduais.

terça-feira, 27 de agosto de 2013

André participa do 3º Congresso da CTB

O vereador André Luiz participou do 3º Congresso Nacional da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) em São Paulo. Foram credenciados 1.258 delegados e delegadas dos 27 estados brasileiros e a região de Ribeirão Preto marcou presença. Além do balanço das atividades e a programação para os próximos anos, foi realizada a eleição da nova direção para um mandato de quatro anos (2013-2017). Adilson Araújo, bancário da Bahia, foi eleito o novo presidente. Wagner Gomes, deixou a presidência e assumiu a Secretaria-geral. Para André o fortalecimento do movimento sindical é fundamental para o avanço nas conquistas trabalhistas. Na foto o vereador ao lado do ministro do trabalho e emprego Manoel Dias.

André se reúne com deputado e solicita apoio para Ribeirão Preto

André se reúne com deputado e solicita apoio para Ribeirão Preto O vereador André Luiz (PCdoB) esteve reunido com o deputado estadual Alcides Amazonas do mesmo partido. O Encontro ocorreu no dia 22 de agosto na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, na pauta o apoio a entidades assistências de Ribeirão Preto e ao projeto de implantação de brinquedos equipamentos para pessoas com deficiência em parques, praças, e outros locais públicos destinados à prática de esportes de lazer.

domingo, 25 de agosto de 2013

Artigo Jornal Tribuna - 25.08.13


Cidades Saudáveis

A Agência Nacional de Saúde trava uma batalha jurídica com as operadoras de planos de saúde que estão proibidas, por três meses, de comercializar 246 planos a novos clientes. Entre os motivos para a penalização está o descumprimento de prazos máximos para o agendamento de consultas, cirurgias e exames, além da negativa de cobertura a beneficiários. A chamada saúde suplementar, apregoada como solução para a insatisfação com o que é oferecido pelo Estado, demonstra suas limitações reproduzindo cenários semelhantes aos encontrados na saúde pública.
Se para a iniciativa privada a saúde é encarada como mercadoria ou prestação de serviços a clientes, para o poder público ela é direito constitucional e deve ser priorizada entre as políticas de governo. Embora com abordagens diferenciadas a qualidade no atendimento e a visão ampla do conceito de saúde devem ser metas perseguidas por ambos.
Criticar a saúde talvez seja o exercício mais fácil para jornalistas, políticos e cidadãos das mais diversas profissões. Quase todos nós conhecemos casos onde pacientes e acompanhantes não saíram satisfeitos com o atendimento recebido. Aliás, divulgar o negativo dá mais mídia, manchete e “ibope”. Os grandes avanços, a capacidade e empenho dos nossos profissionais geralmente são registrados com a frase: “não fez mais que a obrigação!”.
Como apontar o dedo é fácil, vamos ao mais difícil: apontar soluções. Uma ação que pode resultar em melhoras para a saúde é a adesão a proposta de Cidades Saudáveis. Conceito surgido nos anos 70 e difundido no Brasil a partir da década de 1990. Seus adeptos defendem que a implementação de um conjunto de políticas governamentais integradas a educação, esporte, lazer e cultura de qualidade, proporcionam reflexos automáticos na qualidade de vida e saúde das pessoas. Uma população educada, com melhores condições de moradia e renda estatisticamente adoece menos.
Isto é possível, mas uma das dificuldades encontradas será o modelo burocrático e fragmentado de gestão e a falta de intersetorialidade na máquina administrativa. A questão orçamentária também merece especial atenção, pois a justa arrecadação e o uso equilibrado dos recursos possibilitariam o cumprimento das metas e estratégias definidas em planejamentos intersetorias, sistemáticos e continuados, capazes de superar iniciativas esporádicas e isoladas.
Na nova conceituação de "Promoção à Saúde" observamos um processo onde, além dos profissionais da saúde, toda a comunidade capacita-se para participar como agente de transformação. Os conselhos populares devem jogar papel preponderante nesta fase. É uma mudança de paradigma onde a saúde passa a ser o ponto central em torno do qual giram todas as demais políticas públicas a ela relacionadas, entre as quais saneamento básico, infraestrutura, meio ambiente, mobilidade e transporte urbano.
Em uma época onde os próprios gestores públicos reconhecem a incapacidade no trato com seus recursos humanos, desafios como a otimização do uso dos leitos hospitalares, a integração entre as várias unidades de serviços de saúde, a plena disponibilização dos recursos materiais e tecnológicos e a diminuição no tempo de espera podem parecer itens inatingíveis, mas não são. Com planejamento, sensibilização, mobilização e comprometimento de todos os atores podemos chegar lá.
Muitos desafios estão postos, mas recepcionar a proposta de Cidades Saudáveis como uma estratégia de governo pode ser um bom início.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

André requer capacitação permanente para conselheiros populares

O vereador André Luiz da Silva (PCdoB) apresentou requerimento ao executivo solicitando estudos para implantação de política pública de capacitação permanente de conselheiros populares. Na propositura o vereador destaca que seu mandato empenha-se na valorização dos fóruns de participação popular e controle social, grandes conquistas da constituição federal cidadã. Como exemplo, cita a aprovação de projetos de sua autoria que se transformaram nas leis municipais nº 11.979/2009 que institui o dia 25 de outubro com o Dia do Conselheiro Municipal e nº 12.389/2010 que dispõe sobre a divulgação dos Conselhos Municipais. André acompanha a atuação dos Conselhos e observou que um dos maiores problemas encontrados é a falta de experiência, conhecimento ou formação dos conselheiros, especialmente os representantes da sociedade civil. O parlamentar lembra que, no caso da saúde, por exemplo, no passado foram realizadas algumas oficinas para qualificação. Em outros não há notícias sobre qualquer investimento deste tipo. O município de São Paulo, por meio de um convênio entre o Ministério da Saúde e o Centro de Educação Permanente da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo já realizou dezenas de curso de formação para conselheiros e instituiu um Programa de Capacitação Permanente de Conselheiros Populares de Saúde. “Ribeirão Preto como pólo nacional de geração de conhecimento com renomadas Universidades Públicas e Privadas possui condições de realizar convênio semelhante, com o objetivo de possibilitar uma capacitação permanente para todos os conselheiros das mais variadas áreas. Também existe a possibilidade de parcerias com os poderes públicos estaduais e federais para esta finalidade” destaca o vereador.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Vereador André atua junto ao Ministro dos Esportes

O Ministro dos Esportes Aldo Rebelo cumpriu agenda na cidade de Ribeirão Preto, oportunidade em que visitou a prefeita municipal e vistoriou a reforma do piso do Ginásio Gavino Virdes, na Cava do Bosque, que recebeu recursos do ministério. Aldo Rebelo visitou os boxes da Stock Car cuja 7a etapa da temporada 2013 ocorreu na cidade. Finalmente, o ministro visitou o projeto social do Botafogo F.C., intitulado Botafogo Academy que atende atletas de países como China e Cazaquistão. O ministro foi acompanhado pelo vereador André Luiz (PC do B) que faz gestões junto ao governo federal para ampliação do projeto. O parlamentar destacou a importância do projeto para a cidade, para o Brasil e para os países parceiros. Ainda, reiterou a solicitação de apoio do ministro para a aprovação de outros projetos protocolados pela cidade e que tramitam em Brasília, entre os quais a construção de um Centro de Excelência Esportiva, novos equipamentos, uma pista de atletismo, ampliação do Programa Segundo Tempo e mais apoio ao programa Bolsa Atleta. Em suas manifestações o ministro destacou a grandeza e capacidade organizativa de nossa terra: "Ribeirão Preto é uma cidade vocacionada para o progresso e desenvolvimento em diversas áreas, com ênfase para o esporte. Já está credenciada para grandes eventos nacionais e internacionais". A cidade já possui dois centros de treinamentos aprovados pela FIFA e que receberá a Seleção da França como subsede da Copa do Mundo 2014. Também, ressaltou o belo trabalho desenvolvido pelo Botafogo como clube formador de atletas e de cidadãos capacitados para a construção de um mundo melhor: "O Botafogo já é um parceiro do Ministério do Esporte, no sentido que colabora com as suas ações e experiências, não apenas no futebol, mas para as relações bilaterais entre a China e o Brasil e outros países no caso o Cazaquistão e o Benin, que já tiveram garotos aqui no Centro de Treinamento". Concluiu destacando os benefícios que o esporte proporciona para a vida pessoal e profissional.

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

André prestigia a Semana de Amamentação

Nesta segunda-feira (05/08), o vereador André Luiz (PCdoB) participou de atividades da Semana Municipal da Amamentação realizadas na USF Che Guevara, no Bairro Maria Casagrande Lopes. Foram realizas orientações e a apresentação musical dos agentes comunitários de saúde. Além das orientações, as mães receberam prêmios, tratamento de beleza e um delicioso café da manhã. Também foram realizadas coletas de leite que será enviado para o Banco de Leite de Ribeirão Preto. O vereador falou sobre a importância da amamentação para a formação e prevenção de doenças. Recordou ainda a relevância das doações de leite materno para auxiliar as mães que não conseguem alimentar. A enfermeira Márcia Cristina Guerreiro Reis, agradeceu ao apoio e destacou a importância da participação do poder legislativo na campanha. A Atividade também integra a 22ª Semana Mundial da Amamentação

8ª. Semana de Artes Gráficas de Ribeirão Preto.

O vereador André Luiz participou da 8ª. Semana de Artes Gráficas de Ribeirão Preto. O evento tem por objetivo aperfeiçoar a qualificação da mão de obra no setor gráfico. Durante cinco acontecem palestras e seminários sobre os mais diversos assuntos da indústria gráfica, como as novas possibilidades na impressão digital, produtividade na impressão offset e sustentabilidade com rentabilidade. André recordou que esta é a sua quinta participação e ressaltou a importância do profissional gráfico tanto na comunicação quanto na economia local e parabenizou a Abigraf, Sindgraf e a ABTG pela escolha do temário que guardou sintonia com o momento político e econômico que o país atravessa.

domingo, 4 de agosto de 2013

Artigo Jornal Tribuna - 04.08.2013

Brasileiro Sangue Bom!

A Corrida 6 Milhas Bombeiros encerra com chave de ouro o mês da Campanha “Bombeiro Sangue Bom” com a quebra do recorde anterior que era de  7 mil doações.
Dados do Ministério da Saúde apontam que apenas 1,8% da população brasileira adulta faz doações regulares de sangue, a Organização Mundial de Saúde (OMS), preconiza que o ideal seria de 3 a 5% da população. Durante a campanha, Ribeirão Preto chega a alcançar o percentual de 3,12% de doadores.
O mês de julho é escolhido, pois é o período de férias onde aumentam o número de acidentes nas estradas e também o número de doadores. O sangue é tecnicamente classificado como tecido, além dele tem as córneas, medula óssea, pele, cartilagem e ossos que também podem ser doados. Existem poucas campanhas incentivando a doação de órgãos entre os quais coração, pulmões, rins, fígado, pâncreas e valvas cardíacas.
O número de brasileiros que espontaneamente fazem suas doações é muito pequeno e geralmente as pessoas somente se mobilizam quando vivenciam experiências de dor ou de perda. Um familiar adoentado e em sofrimento acaba motivando pessoas que, normalmente não dedicariam poucos minutos de suas vidas para fazer doação de sangue.
Quando tratamos de doações de órgãos a situação é mais delicada, pois a maioria das doações possíveis é de pessoas falecidas e o momento da emoção e a falta de informações dificultam as doações, captações e transplantes. O processo todo deve ser realizado com técnicas propícias e dentro de um tempo exíguo.
Os bombeiros personificam a imagem do herói. Além de combater incêndios, atuam em situações críticas como afogamento, acidentes de trânsito, partos emergenciais, entre outros. Ao convocar a sociedade para a doação de sangue é como se partilhassem a capacidade que cada ser humano possui de ser protagonista de atitudes heroicas já que um doador pode salvar até quatro vidas. O mesmo ocorre com os doadores de órgãos que, mesmo após a morte, podem devolver a possibilidade de restabelecimento da saúde e melhoria na qualidade de vida de algumas pessoas.
Aos poucos outros ícones como atores e atletas começam a atuar nesta seara de sensibilização. Já os serviços públicos precisam de maiores estruturas de modo a estarem preparados a recepcionar eventual aumento na quantidade de órgãos e tecidos doados.
Em uma sociedade que começa a questionar posturas políticas, sociais e econômicas, a mobilização em favor da solidariedade, especialmente no sentido de preservação da vida em plenitude deve ser disseminada permanentemente. A agenda não termina em agosto, pelo contrário, todos nós somos convidados a sermos doadores durante todo o ano.
Além do Bombeiro Sangue Bom precisamos de Brasileiro Sangue Bom!