Quem sou eu

Minha foto
advogado, sindicalista, locutor...

domingo, 9 de maio de 2010

Mãe !

Mãe !

Mãe! Todo filho quer ver sua mãe feliz, pelo menos é o que se diz.
Mas ao escrever mensagens no seu Dia, falam de tristeza, não de alegria
Relembram fatos negativos, como seus filhos perdidos
Apontam apenas defeitos, relembram lares desfeitos.
Hoje, escrevo de improviso e espero ganhar seu sorriso
Respeitosamente, dou-lhe um beijo na testa, já que é dia de festa,
Então vamos relaxar, mas sem exagerar!
Lembrar da expectativa do parto, do primeiro contato com aquele rostinho todo amassado.
Lembrar da ansiedade da primeira mamada, também da primeira palmada
Recordar a primeira palavra, que ninguém entendeu nada
O primeiro tombo machucou, mas um beijo seu logo o curou
O primeiro passo foi maravilhoso, deixou todo mundo orgulhoso
A insegurança do primeiro dia de escola. A vidraça acertada pela bola
Vale lembrar as travessuras, as brincadeiras nas ruas
Alguns objetos quebrados, as vezes os braços ralados
Quando pegou piolho ou de tão sujo ficou “de molho”
O tênis nada perfumado, o quarto desarrumado
As frases que não foram ditas, mas que sempre foram sentidas
Nos melhores momentos da vida, foi em você mamãe querida
Em quem eu sempre pensei
E se hoje, homem feito, ainda tenho algum defeito
Foi porque não te escutei
E hoje agradeço ao Pai Criador, pela mais bela flor que Ele me deu
Você minha mãe!

Nenhum comentário:

Postar um comentário